terça-feira, 18 de agosto de 2015

Ibirapuera: o melhor parque do mundo

E mesmo em dias sem sol, o Ibirapuera é tão simpático!

Peço desculpas pelo tempo sem posts, mas o prazo apertado para os relatórios do mestrado não tem me permitido escrever por aqui...

Acontece que agora preciso repassar uma notícia que meu pai acaba de me mandar e que é de utilidade pública! Vocês já podem ter visto, e eu que estou fora do Brasil, e apenas dentro dos meus relatórios, ainda não havia notado, mas é uma notícia que deve ser de orgulho para nós corredores, para nós paulistanos e claro, para todos os brasileiros!

Podem me julgar exagerada (e talvez seja o efeito da saudade), mas finalmente alguém reconheceu o que eu sempre disse: o Parque Ibirapuera é o melhor parque do mundo!


Eu já sempre disse isso! Mas agora, quem disse também foi o jornal britânico The Guardian, então, a importância da afirmação privada coincide com uma afirmação pública, e ganha utilidade pública!

Acho que estou ficando mesmo maluca com a história do interesse privado, interesse público, estatuto de utilidade pública, e to até transferindo os conceitos advindos do meu estudo das fundações privadas em Portugal para noticiar um fato corriqueiro da publicidade jornalística: o de classificar, estabelecendo colocações. E é um fato que as pessoas adoram ler: o melhor do mundo!

Aqui em Portugal criaram um bolo e chamaram-no de "o melhor bolo de chocolate do mundo". Pronto, lá vai todo mundo querer provar, só para conferir, né? E por que eu to falando disso? Talvez porque com horas seguidas de estudo (e sem correr! socorro!), minhas ideias já estejam se misturando e eu esteja estabelecendo relações com tudo... mas o fato é que, se um jornal britânico disse que o meu, o seu, o nosso parque é o melhor do mundo, alguma repercussão positiva isso terá!

Espero que isso sirva para que a Prefeitura de São Paulo dê mais atenção ao nosso parque, por exempo, cuidando para que ele seja melhor iluminado à noite. Espero também que a notícia sirva para que todos os que por lá passarem cuidem do parque, prezando por sua limpeza, por sua lindeza, e por sua harmonia. Espero, enfim, que façamos jus à "honraria" recebida!

Ai que saudade do meu lugar preferido desse mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário