sábado, 15 de fevereiro de 2014

Aprendendo a andar


"Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade”

É assim que a Edson Marques começa um de seus textos (atribuído, equivocadamente, a Clarice Lispector).

Pois bem, essa é a essência do que quero lhes contar hoje.

Você já deu o primeiro passo ao querer mudar e incluir a atividade física na sua rotina.

Agora, não adianta achar que você sairá correndo por aí de uma hora para outra. Se você começou a sentir uma dorzinha no baço, ou fez uma bolha no pé, não desanime. A corrida é um esporte muito democrático, porque ela dá chances a todos. Não interessa quanto você pesa, quanto você mede, qual a sua idade, se você tem ou não uma boa coordenação… Na corrida, todos têm a sua hora e a sua vez!

Se você ainda estiver saindo de um estilo de vida sedentário, seria bem importante começar pela caminhada. E, quando começar a sentir que a caminhada está fácil, você tem a opção de começar a correr. Mas claro que você não deve começar de repente. Pode começar intercalando corrida e caminhada. Como já dito, o importante agora não é a velocidade que você imprimirá nos seus passos, mas a direção que decidiu tomar rumo a uma vida mais ativa, mais saudável e, naturalmente, mais feliz.

Para começar a ser mais ativa(o), você pode incorporar alguns hábitos diários:
  • passear mais com o seu cachorro (além de ser bom para ele/a, será um momento de movimento e relaxamento para você).
  • optar por andar a pé até a padaria, locadora (opa, hoje em dia elas quase não existem!), salão de beleza, ou até ao trabalho, dependendo da distância.
  • trocar o elevador pela escada – e ir andando se ela for rolante! (a não ser que, como eu, seu ortopedista tenha dito para evitar escadas, por conta da condromalácia patelar – comum em mulheres)
  • reserve no seu fim de semana momentos para passeios que lhe tirem do sofá, da mesa da cozinha, ou da frente da geladeira; vá a parques, museus, faça compras caminhando…

A caminhada é uma exelente atividade! Acontece que para percorrermos uma mesma distância, podemos concluir a atividade mais rápido se estivermos correndo, de modo que, na vida corrida que levamos, a corrida começa a se fazer interessante… Mas, não adianta ter tanta ansiedade. É primordial consultar-se com um médico. É essencial utilizar um tênis apropriado para caminhada ou corrida, dependendo de qual for o caso. É importantíssimo aliar a atividade aeróbica com exercícios de fortalecimento, para que você não tenha lesões.

Vamos dar os primeiros passos rumo ao investimento na nossa saúde?

2 comentários:

  1. Que bom que você gostou do meu poema Mude.
    Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
    Que, aliás, não é de Clarice Lispector.

    Se puder, veja o poema todo, assim como o vídeo e o livro Mude, publicado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra, e à venda nas maiores livrarias.

    E o vídeo Mude pode ser visto aqui, no Comercial da Fiat:
    http://www.youtube.com/watch?v=-IwFkGLRKps
    Ou aqui:
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=KlP9XpjVsas

    Devidamente registrado na Biblioteca Nacional do Ministério da Cultura – Registro 294507 – Livro 534 – Folha 167 – em 04/08/2003.

    A Revista Veja publicou matéria a respeito: http://veja.abril.com.br/090703/p_103.html
    Além disso, tal poema também já foi publicado por Pedro Bial na faixa 4 do CD Filtro Solar.

    Até o “mago” Paulo Coelho tem plagiado este meu poema, tanto no Twitter, quanto no Facebook, e em vários jornais e revistas, do Brasil e do exterior, como se pode ver aqui: http://mude.blogspot.com.br/2011/04/paulo-coelho.html

    Mais detalhes em http://Mude.blogspot.com

    /// Para o poeta, o importante é encantar o coração do leitor. Mesmo que este suponha ter sido encantado por Clarice Lispector ou Paulo Coelho...

    Compreenda-nos pela extensão do comentário, mas é que, além de esclarecer o fato, gostaríamos de saber onde foi que você viu que é “de Clarice”? Pois queremos passar a informação correta também a essa pessoa, para evitar que tal erro de autoria seja ainda mais disseminado.

    Flores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Edson!!
      Em primeiro lugar: post corrigido!!
      Com tanta coisa atribuída erroneamente à Clarice, suspeitei que esse poderia também não ser dela, como eu havia escrito. (Pelo menos ele não estava em nenhum dos livros dela que eu li).
      Obrigada por me alertar! Peço desculpas.
      Aliás, fico muito feliz em conhecer a autoria do poema, que li pela primeira vez, há muito tempo atrás, em um daqueles powerpoints que mandavam por email.
      Fico até lisonjeada com o comentário de um escritor como vc aqui no meu blog!
      (Irei repostar no facebook)!
      Abraços!

      Excluir