domingo, 16 de junho de 2013

Quando a maratona veio à tona

Como vocês já viram, a corrida corria pelo gene da família... Até a cachorra não escapou dessa sina! E olha que ela não é nenhum galgo (aquele cachorro magro de pulmão grande), nenhum golden ou labrador, mas uma mini schnauzer! Pois é, certa vez minha mãe correu 10km com ela! (e você aí dizendo que não aguenta nem 5km! rs)

Se a minha cachorrinha podia correr 10km, achei que, aos 25 anos,  eu poderia correr uma maratona.

O grande culpado era meu pai, que tem 11 maratonas no currículo, e melhor tempo de 3h20 (ritmo de 4min44s por km!). Foi ele quem me ensinou a correr, agora era ele quem me diria que eu poderia per-correr 42km...

42 era um sonho que eu ainda pensava ser distante. Mas quando comecei a fazer vários treinos de 21, quis quebrar esse recorde. Foi num domingo, sozinha, sem compromisso pro resto do dia, que completei 25km. Dali uns meses, 27km. Véspera de Natal, mais um 25km. Daí eu comecei a acreditar na maratona como algo mais próximo. Isso porque, para se correr 42, você treina até 30km, ou um pouquinho mais que isso, dependendo do treinador.

E falando em treinador... Esse era o momento para procurar um. Por algum tempo, meu pai pensou em me treinar. Mas daí já viu, viveríamos brigando (mais! rs)

A sorte é que ele mandou um email pro Marco Antônio Oliveira, o Marcão, um expert em corridas de longa distância, com quem ele havia treinado anos atrás. E o Marcão disse que treinaria a gente...

(A gente? Pois é... todo mundo corria, não? Lá estava o Lucas dizendo que queria fazer uma maratona naquele ano! E mais: a dele talvez viesse antes da minha! Confesso que de início tive um ataque de ciúme, ou sei lá o que! (O plano era meu!) Mas depois foi maravilhoso saber que meu irmão dividiria comigo esse sonho e tudo o que estava por vir. Ah, e claro, meu pai, recuperado das lesões, já estava pensando na 12ª maratona!)

"Vão encarar ou vão afinar?" Com essas palavras do Marcão, A MARATONA VEIO À TONA!

Detalhe: o Marcão (Marco Lóng) mora em Xangai, na China. Trata-se de um treinamento à distância, com um acompanhamento que parece que ele está ao meu lado. Emails. Skype semanalmente. We chat (espécie de whatsapp) quase todo dia. Planilhas no computador. Garmin Connect acompanhando todos os meus passos... Aaaah, o século XXI...

Nos próximos posts vou contar como funciona meu treinamento.

Até lá!

3 comentários:

  1. Quero saber se você cumpre seu treino direitinho ou o treinador te chama a atenção, porque eu já desisti. Aprenda: repouso (dormir) é treino. Seu treinador assinaria embaixo. Bj

    ResponderExcluir
  2. Mas esse seu companheiro de maratona aí de cima não deixa vc escapar nem um pouquinho desse sono-treino, pra gente tomar uma sopinha nesse frio???!!

    To com saudade!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Má, vc viu que até publicamente eu "tomo bronca"?! rs
      Vamos tomar uma sopinha sim! Eu fiquei com vontade de experimentar aquela que vc tomou no Nicecup!
      Beijos!

      Excluir