quinta-feira, 25 de julho de 2013

Contagem regressiva

Falta exatamente 1 mês para a minha primeira maratona!

No dia 1º de julho reservei minhas poltronas nos voos de São Paulo à Toronto e de Toronto à Quebec. No dia seguinte, reservei minha refeição especial. Não tenho alergia à lactose ou glúten, nem sou vegetariana... mas reservei uma refeição que eu saberia que seria leve: à base de frutas. Tudo conforme orientado pelo meu treinador, é claro. Se não, nunca imaginaria a importância desses detalhes, dentre muitos outros que ele me passou nos últimos meses.

Acho que esqueci de contar, mas apesar de ele morar em Xangai, está aqui no Brasil desde abril, e logo que chegou, combinamos um treino no parque, em que ele analisou minha biomecânica: minha pisada, minha postura, etc. Ele fez vídeos de mim correndo, e depois me mostrou, explicando o que estava bom e o que era importante corrigir. Também conferiu um por um dos meus tênis, e me explicou quais eram ideais para o meu tipo de pisada.

Com toda essa preparação desde o início do ano, é claro que não tem nem um dia em que eu não pense na maratona... (pra não dizer que eu penso nela em todas as horas do dia!) É como se eu estivesse perdidamente apaixonada... (mais ou menos como nessa música que toca no filme "Juno"):


E por isso que não era tão difícil acordar nos dias frios, ou deixar de ver os concertos da OSESP, ou deixar um casamento antes da carruagem virar abóbora...

Tudo tinha sua hora e sua vez, como escreveu Guimarães Rosa, em seu último conto de “Sagarana”. E essa era a hora e a vez da “MAR(I)(ATO)NA”! (para melhor entendimento, indico meu post de 23/06/13: http://www.porissoeucorrodemais.com.br/2013/06/mar-iato-na.html). É... o hiato entre a Marina e a maratona estava ficando cada vez menor. Foi dado o início à contagem regressiva para a maratona!

Boa noite a todos, porque já passou da hora de maratonistas-debutantes irem pra cama!

4 comentários:

  1. Você está bem disciplinada , não Marina?
    Desta forma irá superar as expectativas de todos, além da sua própria.
    Boa noite e durma com os anjos, se é possível não sonhar que está correndo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero, mãe!!
      Quanto a sonhar, acho que nunca sonhei com corrida... ou já sonhei, mas nem lembro. É um sono tão profundo, com toda essa atividade, que pra mim é mais fácil sonhar acordada! ;)
      Obrigada por ser minha companheira de corridas, e da vida!
      Beijos!

      Excluir
  2. Você é tao jovem e focada que faz a gente ficar envergonhada!!
    Onde é que você encontra tanta energia para destinar para seu propósito? Tenho a impressao que o apoio dessa família dedicada é fundamental nestas horas; graças a Deus você nasceu numa família abençoada, seus pais sao pessoas incríveis e isso faz toda diferença na vida de um ser humano, eles estao sempre próximos para ajudar na corrida e nas quedas!!!
    Bj querida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tia Lili, obrigada!
      Sim, meus pais são os responsáveis. Eles que me fizeram começar, que me acompanham, e me inspiram a querer ir mais longe. Vc lembra em Cunha, a gente subindo na trilha, naquele friooo? E nos dias seguintes, correndo na estrada, debaixo daquele sol escaldante? São esses programas de família que definem a nossa rotina e, em seguida, moldam nossos sonhos e nossa personalidade.
      Tenho certeza que seria mais fácil ter parado na meia maratona... mas, como a Marisa Monte diz em "Bem que se quis", acho que "o meu destino é querer sempre mais"!
      Ah, tia Lili, muita saudade de vc!!
      Beijos!

      Excluir